Um Dia de Cada Vez, Danielle Steel

As mulheres Barringtons formam uma família atípica: a famosa escritora Florence Flowers é uma viúva cheia de vida que está namorando em segredo um homem 24 anos mais novo que ela. Jane, sua filha mais velha, é uma das maiores produtoras de Hollywood e vive há dez anos com sua companheira, com quem planeja ter um filho. A caçula, Coco, é a ovelha negra da família – trocou a faculdade de direito e o glamour de Los Angeles por uma vida simples numa pequena cidade no litoral norte da Califórnia, onde ganha a vida trabalhando como passeadora de cães. Quando Jane precisa se ausentar por alguns dias, pede à irmã mais nova que fique em sua luxuosa casa em San Francisco para cuidar de seu buldogue. Lá Coco tem uma incrível surpresa. Sem aviso, surge um hóspede: o charmoso Leslie Baxter, um dos atores mais badalados de Hollywood, que está fugindo de uma ex-namorada emocionalmente instável. O mundo dos dois não poderia ser mais diferente, porém a atração entre eles é imediata. À medida que Coco imagina um futuro ao lado de uma das maiores estrelas do cinema e sua mãe e irmã estabelecem vidas inteiramente novas, velhas feridas cicatrizam e novas famílias se formam — algumas delas bem tradicionais, outras nem tanto, mas todas unidas pelo amor.



Coco Barrington nasceu e cresceu em um lar rodeado pela fama, sua mãe é Florence Flowers, uma renomada escritora best-seller, e seu falecido pai era conhecido por agenciar verdadeiras celebridades de Hollywood, por se identificar tanto, Jane, sua irmã mais velha também decidiu seguir os passos de sua família chegando a se tornar uma das melhores produtoras cinematográficas, com direito a indicação ao Oscar e tudo mais.

Mas desde cedo Coco sabia que aquela vida não era para ela e por abominar tudo que é ligado à fama e se considerar a ovelha negra da família, a primeira coisa que a moça fez ao atingir maior idade foi deixar a casa dos pais e se mudar para uma casa simples em Bolinas, local pouco movimento e próximo a praia onde encontrou a tranquilidade ao lado do namorado Ian.

Coco era do tipo que desejava desesperadamente deixar para trás as suas origens, os valores que para ela não passavam de armadilhas daquele mundo. A falsidade, a obsessão pelos bens materiais, a luta para conquistar um lugar ao sol, o sacrifício que as pessoas faziam em nome da carreira. A casa em Bolinas era uma manifestação evidente de tudo isso.

Embora a mãe e a irmã fizessem questão de diminuir suas escolhas e por vezes recriminá-la, Coco sabia que havia escolhido o melhor para si e vivia uma vida tranquila e digna como passeadora de cães. Tudo estava indo conforme o planejado, mas um terrível acidente tirou a vida de Ian, deixando Coco solitária e com o coração trancado por dois anos, tempo que sua família respeito sua dor, até começarem a atormenta-la novamente.

A relação entre Coco e sua mãe e bem distante de uma relação convencional mãe e filha. Florence é daquelas mulheres que se preocupam apenas com seu glamour, fama e aparência. E agora que está namorando um homem 24 anos mais jovem, parece se importar ainda menos com as filhas.

Jane é a irmã mais velha que não perde tempo em menosprezar a caçula e se acha no direito de pedir favores o tempo inteiro. Sua relação com Coco também foge de uma relação convencional, ela não aceita o estilo de vida da irmã, que julga como Hippie, embora Coco respeite sua relação com a companheira Liz. E agora que Jane está esperando um bebê e precisa terminar um filme importante que a manterá fora de casa por seis meses, Coco foi intimada a cuidar de sua casa e de seu cachorro, algo que a contragosto ela acaba aceitando.

Mas por ironia do destino, a casa de Jane também receberá um hospede ilustre que está se escondendo de ex-namorada psicótica. Seu nome é Leslie Baxter que por sinal é o galã dos filmes favoritos de Coco. Ela jamais imaginou que pudesse um dia estar hospedada no mesmo ambiente que Leslie, e muito menos que fossem se tornar grandes amigos, uma amizade que logo se torna algo mais. O único problema é que Leslie e sua carreira representam tudo o que Coco mais abomina, será que o amor entre eles será capaz de superar esse obstáculo? Só lendo para saber...





Já li muitos livros da Danielle Steel, e confesso que alguns li mais de uma vez... é uma ótima autora, com títulos excelentes, porém Um dia de cada vez algumas coisas me incomodaram um pouco durante essa trama, uma delas o fato dos personagens já se declararem apaixonados após a primeira noite de amor. É claro que antes de se envolverem, Coco e Leslie tiveram um começo de amizade bem bacana, mas esse sentimento instantâneo de amor foi algo que não me convenceu de imediato. Outro ponto que me incomodou foi o fato de Coco ser tão repetitiva enquanto divagava sobre Leslie e sua vida. Acredito que muita coisa poderia ter sido enxugada no texto e tornado a leitura mais prazerosa.

Um dia de cada vez não é o tipo de livro repleto de reviravoltas ou grandes emoções, igual aos outros livros dessa autora, pelo contrário, é um romance clichê, previsível, mas que não deixa de prender o leitor por conta de sua narrativa envolvente.



Indico a leitura para quem busca um romance leve e despretensioso ou deseja conhecer a escrita da autora.

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Adoro romances! 😍 Já quero ler esse livro! 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. Parece muito bom, vou procurar para ler. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um romance clichê, previsível, tipo filminho de sessão da tarde... rs mas é bom

      Excluir
  3. Adorei sua resenha, estou louca pra ler esse livro, estava com grandes expectativas, porém sua resenha diminuiu muitas, rsrs mas ainda quero ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ja leu outros livros dela, pode se decepcionar... mas vale a pena ler, a narrativa é envolvente.

      Excluir
  4. Adoro romances assim rsrs tipo sessão da tarde, sabe? rs

    ResponderExcluir
  5. Apesar de nunca ter lido nada da autora, estou bastante curiosa para ler este livro desde que foi lançado. Só de ler a sinopse, já me pareceu ser um romance encantador e bem leve.
    Adorei ler sua resenha e ver que minhas impressões estavam corretas. Uma pena que tenha faltado mais desenvolvimento dos personagens, mas fico feliz que isso não tenha comprometido a leitura.
    Adorei a resenha e a dica está anotada.
    Beijos!


    http://bloggerdacriis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa autora é ótima... tem outros títulos dela que são excelentes... Fico feliz que tenha gostado da resenha! Beijos

      Excluir